Dicas

Efeito sanfona: Os perigos das dietas milagrosas

efeito-sanfona

Alguma vez você já emagreceu muito e logo em seguida ganhou todo o peso perdido de forma rápida? Então, você provavelmente caiu no chamado ‘efeito sanfona’ que acontece ao final de uma dieta muito restritiva.

Apesar de parecer ser uma ação que prejudica o corpo apenas exteriormente, pessoas que vivem no efeito sanfona podem acabar desenvolvendo diversas outras doenças. Por isso, nesse artigo vamos explicar o que é esse fenômeno, como ele ocorre e o que podemos fazer para evitá-lo sem precisar recorrer a dietas milagrosas que prejudicam o corpo.

Neste artigo você vai ler sobre: 

  • O que é efeito sanfona?
  • Por que o efeito sanfona acontece?
  • Como o corpo reage à restrição alimentar?
  • O perigo das dietas restritivas.
  • Como evitar o efeito sanfona?
o que é o efeito sanfona

O ato de perder e ganhar muito peso em curtos períodos de tempo é o que chamamos de efeito sanfona. Causado justamente por dietas extremamente restritivas que estressam o corpo, o fenômeno também pode causar problemas metabólicos e, até mesmo, desenvolver problemas no coração com o tempo.

Nos períodos em que nos aproximamos do verão, esses modelos de dietas costumam atrair muitas pessoas que esperam emagrecer rápido para aproveitar melhor os dias de sol.

O aconselhável é preferir sempre um estilo de vida saudável e evitar pesquisas de dietas na internet que prometem emagrecer cinco quilos por semana, por exemplo.

por que o efeito sanfona acontece

O uso de medicamentos para emagrecer sem orientação de profissionais, além de seguir dietas restritivas que aparecem na internet (dieta do ovo, da lua, detox, etc.) e outras que não fornecem todos os nutrientes necessários ao organismo, acabam levando pessoas a sofrerem com o efeito sanfona.

Em resumo, é a falsa sensação de estar encontrando o caminho mais fácil em vez de mudar o comportamento para um estilo de vida mais saudável, que envolve boa alimentação, atividades físicas, beber água e ter boas noites de sono.

como o corpo reage a restrição alimentar

Uma vez que a pessoa opta por seguir uma dieta extremamente restritiva e o corpo começa a perder gordura muito rápido, o cérebro entra em estado de alerta e entende que precisa fazer algo para manter o organismo funcionando. Ele faz isso porque entende que a pessoa não está tendo comida suficiente para fornecer ao corpo. Logo, é preciso armazenar para caso faltar.

Então, é ativado um mecanismo que ajuda o corpo a ganhar peso, tornando o metabolismo mais lento e armazenando gordura para manter o organismo funcionando, enquanto a pessoa segue com a restrição e ainda evita o ganho de massa muscular.

Depois de toda essa luta, quando a pessoa sai da dieta e volta a comer normal (na maioria dos casos), o corpo está estressado e sem energia. Mas para voltar a fazer o organismo funcionar corretamente, ele passa a armazenar toda a energia que pode – para caso ocorra momentos de escassez novamente – o que faz a pessoa recuperar todo o peso perdido em muito pouco tempo.

O perigo das dietas restritivas

Se engana quem pensa que as dietas restritivas prejudicam o corpo apenas esteticamente. Isso também coloca o nosso coração em sofrimento ao longo do tempo, podendo levar a doenças cardiovasculares no futuro.

Além disso, já existem estudos que apontam que o câncer de endométrio e a diabetes podem ser favorecidos pelo efeito sanfona.

O primeiro passo para evitar o efeito sanfona é parar de acreditar em soluções rápidas e fáceis. Você não ganhou 10kg em um mês, então não tente eliminá-los nesse mesmo prazo, isso só irá causar estresse ao corpo.

Se você realmente deseja perder peso, seja por questões estéticas ou de saúde, faça isso da maneira correta, retomando bons hábitos.

Para ajudar seu metabolismo a se tornar mais rápido, principalmente se você passou por muitas dietas restritivas, é preciso praticar exercícios físicos. Mas, caso você tenha uma rotina muito sedentária, comece aos poucos: uma caminhada de 2 a 3 vezes na semana já é um começo para quem não faz nada.

Um bom parceiro na hora de praticar atividades físicas é o legítimo Cogumelo do Sol®. Além de fornecer vitaminas para o corpo, ele ajuda a ter mais disposição e energia para “dar um gás” nos exercícios.

Leia também: Cogumelo do Sol®: Sua imunidade em dia e mais energia, saúde e disposição

E uma outra dica muito importante é que os nutricionistas são profissionais capazes de avaliar cada pessoa individualmente, inclusive para verificar quanto está a sua taxa metabólica basal (quanto o organismo gasta para sobreviver) e o quanto do seu peso é gordura e massa muscular. Logo, eles são os mais qualificados para passar uma dieta que vai te fazer perder peso de forma gradual e saudável.

Respeite o seu processo e mude seus hábitos, essa é a fórmula para não acabar caindo em dietas restritivas.

O cuidado com a alimentação correta deve ser pensado também para crianças, visto o alto índice de obesidade infantil e todos os impactos que ela pode gerar em suas vidas.

Viva bem. Viva com saúde.

Fontes: Metrópole, Dr. Drauzio Varella, Nutricionista Marcelo Machado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *