Dicas

Isolamento social: 5 Cuidados necessários com os idosos durante a quarentena

Reinventar a rotina tornou-se o principal hábito de algumas pessoas ao longo desta pandemia. E, para os idosos, o atual momento requer atenção redobrada, uma vez que estão no grupo de alto risco de contágio e agravamento da Covid-19.

O isolamento social modificou o modo no qual nos relacionamos com amigos e familiares: abraços, interação e momentos juntos são ações que devem ser evitadas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para os idosos, essas mudanças os afetam ainda mais, pois a solidão interfere diretamente na imunidade. Ficar sozinho por longos períodos influência no aumento de estresse podendo causar depressão, ansiedade e outras doenças crônicas.

O risco está associado a qualquer fase da vida. No entanto, para a terceira idade, a solidão deve ser tratada com mais cautela. De acordo com estudos da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, o distanciamento social pode aumentar o risco de morte em pessoas acima de 60 anos, em 14%.

Adequar-se a uma rotina saudável, sem sair de casa, virou um desafio para os idosos que precisam tomar alguns cuidados com a saúde mental durante o isolamento.

Melhorar a qualidade de vida envolve ações fundamentais em conjunto com uma boa rotina. Por isso, a Cogumelo do Sol® lista alguns cuidados:

Apesar da distância, procure realizar chamadas de vídeo com os familiares. A interação, mesmo que por celular, contribui para diminuir a sensação de solidão. As chamadas de voz também são uma boa alternativa.

Pratique atividades que estimulam a saúde mental, como por exemplo jogos da memória e palavras cruzadas.

Outra alternativa é desenvolver tarefas manuais, as quais podem estimular o cérebro: cultivar horta e jardins, além de pinturas e desenhos.

Manter bons hábitos alimentares ajuda na prevenção de doenças que tendem a aumentar o risco de complicações da Covid-19, como diabete, hipertensão e obesidade, conforme aponta o microblog Saúde Brasil, do Ministério da Saúde. Alimentos in natura, frutas, verduras, vegetais, grãos, carnes e ovos são a melhor opção. Evite gorduras, comidas processadas e com alto teor de açúcar e sal. 

Complementos alimentares como por exemplo, o Cogumelo do Sol®, fortalece a imunidade e auxilia o bem-estar consigo mesmo.

*Vale ressaltar, que a boa alimentação não evita o contágio do vírus. A melhor maneira de prevenção contra a Covid-19, conforme alerta a OMS, é o distanciamento social.

Associar a rotina com as ações destacadas acima pode melhorar a saúde mental do idoso. Ainda assim, os familiares precisam monitorar o comportamento e ficar atentos aos possíveis sinais de depressão e ansiedade, causados devido a quarentena. Lembre-se de cuidar de quem já cuidou e se preocupa com você. 

O importante é manter-se otimista sobre o futuro. Conforme números divulgados pela OMS, há, no mundo, 163 vacinas em testes iniciais contra a Covid-19. Ao todo, 23 estão na fase de teste clínico, ou seja, podem ser aplicadas em humanos. 

A pretensão da Organização Mundial da Saúde estima que em 2021 alguns registros das vacinas podem ser liberados para imunizar a população.

Desta forma, praticar a boa alimentação, a interação com os familiares por meio de aparelhos eletrônicos e exercitar a mente ajudará os idosos a superar de forma saudável o isolamento social.

Confira outros artigos que vão te ajudar a cuidar da sua saúde e da saúde de quem você ama.

Fontes: OMS e Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *